Na verdade, Os Daltons são uma ficção baseada nos filmes de faroeste, criada em duas horas num bar do bairro Cidade Baixa em Porto Alegre por Jimi Joe, Julio Reni, Wolney Campos e Cristiano Varisco em julho de 1994. Nessa época, todos trabalhavam na rádio Ipanema FM, conhecida como "a rádio dos louco" em Porto Alegre. Um ano antes deste acontecimento, juntaram-se com o pessoal da rádio no intuito de formar uma banda chamada Folharada Blues Band, uma brincadeira para marcar as comemoraçoes dos 10 anos da rádio. Passadas as festividades, os quatros radialistas, junto com o baterista Sérgio Bolada, sentiram uma química musical entre eles e continuaram ensaiando músicas de mestres do Rock como divertimento. Sem esperar resultados, eis que um dia surge um dono de um saloon querendo contratá-los para um show. Só que eles não tinham nome possuindo apenas a loucura pelo Rock, Country, Blues, Western e histórias fantásticas. Na cara e na coragem, se reuniram para ensaiar e depois sentar em um bar para escolher nome para o grupo.

E assim surgiu Os Daltons. Unidos pelo desejo de levar a música de seus heróis para fazer da estrada o seu prazer. Carregam consigo um lema: “Estrada é para tocar, se divertir e ganhar algum trocado”. Sem a estrada eles estariam procurando um rumo que levasse a ela, mas sem os laços que unem essa irmandade espiritual, o prazer de percorrer estradas, certamente não teria lógica nenhuma.

Ao decorrer desses 19 anos de estrada, o Bando teve várias formações com passagens de músicos consagrados no Rock Gaúcho como Alexandre Birck, Márcio Petracco, Marcelo Gross, Gabriel Guedes e Daniel Mossmann. Nos dias de hoje o quarteto continua os assaltos em saloons por todo o Velho Sul com suas guitarras rápidas e vocais certeiros. Com William Dalton (Violão/Voz), Clint Dalton (Baixo/Voz), Rooney Dalton (Teclados), Lictus Dalton (Guitar/Voz) e Marshall Dalton (Bateria/Percussão), os shows sempre são uma verdadeira festa de Rock'n'Roll deixando comprovado que o Rock de qualidade não morre e sim se renova. E como todo bom Dalton que honra seu nome, tomam para si a responsabilidade de representarem muito bem todos os seus mestres deste gênero.

OS DALTONS, com apoio da IESA – Harley Davidson de Poa/RS, percorrendo o Velho Sul, há 24 anos, levando a alegria do Rock n’ Roll feito pelos seus mestres e por eles mesmos. O Bando, como são chamados, faz o público vibrar com suas releituras de clássicos do rock com guitarras velozes e vocais certeiros. Tocam rock da melhor qualidade passando pelo country e pelo blues. Estilos esses que, misturados nos anos 1950, deram vida a este gênero musical tão cultuado pelo Planeta.

Eles não são uma banda, são um Bando!

Formado por William Dalton (Violão/Voz), Clint Dalton (Baixo/Voz), Lictus Dalton (Guitarra/Voz), Rooney Dalton (Piano/Violão) e Marshall Dalton (Bateria) o poder de fogo desses cowboys se tornou maior. Os shows são sempre um verdadeiro Baile Rock deixando comprovado que o Rock de qualidade jamais morre, e sim, se renova. Esses rapazes sabem como ninguém o poder que esse estilo proporciona ao público e assumem para si a responsabilidade de representarem bem seus mestres. Uma responsabilidade aceita com o maior prazer e louvor.

Com esse tiroteio de qualidade o Bando acrescenta inúmeros eventos famosos em sua estrada. Os lendários eventos no Hotel Serrano em Gramado, as tradicionais festas country como Noite do Faroeste em Torres, Festa Country de Ibiruba, Marau, Ijuí e Sarandi, Fena Kiwi em Farroupilha, Natal no Caminho das Estrelas e FestQueijo de Carlos Barbosa, Fenachamp, Expo Garibaldi e Natal Borbulhante em Garibaldi, são alguns dos eventos. Assim como os eventos motociclísticos e automobilísticos como Salão de Motos em Porto Alegre, Mar & Motos em Tramandaí, Motocycle em Santa Maria, Sul & Moto em Soledade, Moto Morango em Bom Princípio, Encontro de Carros Antigos em São Sebastião do Caí, Dois Irmãos, Sapiranga, Igrejinha, São Marcos e Santa Tereza. Os famosos saloons do RS como Free Riders em Poa, Bar Joe em Garibaldi, Ferrovia Cult Bar em Bento Gonçalves, Mississippi Delta Blues e Portal Bowling em Caxias do Sul, Bill Bar em Gramado, Abbey Road Bar em Novo Hamburgo, Cia das Máquinas em Gravataí e saloons de vários municípios como Panambi, Ibirubá, Cruz Alta, Sarandi, Carazinho, Passo Fundo, Palmeira das Missões, Serafina Corrêa, Rio Grande, Cassino, Pelotas e outros tantos, estão sempre na mira de seus instrumentos.

Dependendo do momento e clima, esses cowboys mostram ao seu público que “Os Brutos Também Amam...”, desplugando os instrumentos elétricos e deixando os violões e vocais falarem mais alto suavizando seu estilo xucro de ser em shows acústicos.

E para homenagear a era dos filmes de faroeste o figurino “cowboy de pradaria” os acompanha sempre. Chapéu, cinto, bota e colete são assessórios que completam o clima único proporcionado por quem tem inspirações claras. Estilo esse que inspiram outras bandas que sonham um dia se tornar um bando.

Toda essa inspiração está registrada em três Cd’s de estrada: o primeiro, “The Dreher Sessions” lançado em 2002 com uma sonoridade dos anos 50 e 60 com o amadurecimento de quem estava há anos percorrendo estrada. O segundo chama-se “Dalton’s Saloon” lançado em 2004 em comemoração aos dez anos de estrada do Bando. E o terceiro cd foi lançado em agosto de 2007, mês de aniversário desses cowboys, para a comemoração dos 13 anos de estrada com o título sugestivo de “Daltons 13” e o maie “The Dreher Sessions II” lançado em outubro de 2017 com base no clip do Bando que virou sucesso na rede.


Contatos para ataques